O Lado Negro do Red Carpet

Imagina que você foi convidada para uma super festa. Escolheu um vestido da sua loja favorita, passou o dia no cabelereiro, maquiador e, no fim de tudo, se olhou no espelho e achou o resultado positivo.

Entrou na festa, se divertiu e no dia seguinte pessoas postam uma foto sua em redes sociais ridicularizando o seu vestido, comparando você a personagens de desenho e te colocando em uma lista das mais mal vestidas. Meninas, que você conhece e não conhece, rindo de você. Fazendo piadas e achando que criticar é entretenimento. Não precisa ter bola de cristal para supor como a gente se sentiria se esse futuro se concretizasse para a gente, né?

Ai, você acorda depois de um evento de gala frequentado por celebridades, abre os principais sites de moda, seus blogs favoritos, sites pequenos e o que você encontra: Listas e mais listas das mais mal vestidas. É piada, é trocadilho, a zoação não tem fim. Ah, mas elas são celebridades, né: Não se importam ou nem ficam sabendo desse tipo de coisa.

wintour2

Sinceramente, eu acho praticamente impossível que as celebridades não fiquem a par das listas de mais mal vestidas que as editoras de moda insistem em publicar, mas, muito além do sentimento de pessoas tão distantes, o que essas listas ensinam para a gente?

tumblr_mzn18te0jZ1rpubqio1_250

De cara, eu consigo pensar em várias coisas – e nenhuma delas é minimamente positiva. A gente cresce achando que:

- É ok julgar a aparência da outra

- Ridicularizar, se for pelo bem da risada, tá valendo doa a quem doer.

- Mulheres precisam estar impecáveis para nunca figurar em uma lista dessas.

- Criticar a escolha do outro, que não ofende nem atinge ninguém, é aceitável.

Das listas das mais mal vestidas do Red Carpet para “nossa, como a fulana (insira o nome de uma conhecida sua) é brega” é um salto bem pequeno. E a fulana é uma pessoa do seu convívio. E a fulana pode estar se curtindo muito na roupa dela. E a fulana não merece nem precisa ouvir julgamento sobre escolha de roupas. Assim como você nem ninguém precisa.

As pessoas se prendem muito a criticar o “politicamente correto”, mas é sempre importante ver o que um “entretenimento” está ensinando e perpetuando por aí. Não é bacana mostrar, através de ações, para as gerações mais novas que é bonito julgar. Nem é legal ensinar que você está sempre a mercê de um julgamento dependendo da roupa que escolher.

judging-a-person-does-not-define-who-they-are-it-defines-who-you-are

Eu ainda acredito em um mundo com um red carpet, um casamento ou uma festa de play livre de dedos apontados. Mas para que isso aconteça, é preciso que as pessoas comecem a abaixar as mãos.

8 Comments on O Lado Negro do Red Carpet

  1. Chai
    May 7, 2014 at 9:48 am (177 days ago)

    É difícil não julgar, parece que crescemos acreditando (falsamente) que isso é normal, não é bullying. Me pego fazendo isso, dizendo fulana é brega e depois me pego pensando que podem pensar o mesmo de mim…. Vi as fotos do baile do MET em vários blogs e quase todos massacrando as convidadas. Os comentários chegavam a ser até sobre os maridos da mesma, uma blogueira sugeriu que a Kim K. iria melhorar o look se não tivesse o Kayne… Juro que li duas vezes a frase!!! O mais incrível é que a maior parte das leitoras não se importa com isso, até concorda! Ao meu ver muitas vezes as críticas tem um tom ressentido, como se fosse dor de cotovelo por não estar no lugar da pessoa criticada. E considero o mais triste que, em sua maioria, essas criticas venham de mulheres para mulheres numa época em que tanto se fala em diversidade, em se vestir de acordo com sua personalidade, ser diferente, não copiar…. blá blá blá.

    Reply
    • ehtendencia@gmail.com
      May 7, 2014 at 9:58 am (177 days ago)

      Concordo muito, Chai!

      As pessoas fazem posts falando sobre criatividade, sobre como temos que ser livres dentro do nosso estilo e em seguida publicam uma lista das mais mal vestidas. Contraditório e um tanto mal educado, né?

      Reply
  2. nuta
    May 13, 2014 at 1:22 am (171 days ago)

    Sei lá, a forma que consigo dizer que amei algo: queria esse post no GWS hahaha

    Reply
    • ehtendencia@gmail.com
      May 16, 2014 at 12:09 pm (168 days ago)

      hahaahah <3 <3

      Reply
  3. Taise Maria
    May 13, 2014 at 5:39 pm (171 days ago)

    Amei seu blog, descobri hoje! Adorei o artigo também. Eu sempre penso em como a maneira que uma pessoa se veste incomoda os outros, principalmente se ela não é de acordo com o “estilo padrão”.
    Também já me surpreendi achando uma fulana brega, mas penso, putz, se meu estilo é diferente do dela, ela também deve me achar brega.

    Reply
    • ehtendencia@gmail.com
      May 16, 2014 at 12:08 pm (168 days ago)

      Obrigada, Taise!
      Ne? As vezes a gente acha alguém brega e ela está achando a mesma coisa da gente hahahah
      O mundo é melhor se ninguém julgar ninguém :)

      Reply
  4. Manu
    May 21, 2014 at 12:01 am (163 days ago)

    preciso dizer que sinto muito orgulho de ser sua amiga?
    <3 <3 <3

    Reply
    • ehtendencia@gmail.com
      May 25, 2014 at 9:44 pm (158 days ago)

      <3 <3

      Reply

Leave a Reply